Dicas preciosas para educar seu cão

Como Educar seu Cão

Ao chegar em sua casa depois de um dia estressante, a enfermeira Simone viu aquele seu lindo vestido novo todo despedaçado pelos dentes do seu Labrador. Márcio morre de vergonha toda vez que o seu Buldogue late para as visitas. O dia mais constrangedor foi quando o seu “amigão” não parava de rosnar e atacar o seu chefe, dando adeus àquela promoção. Roberta possui o maior problema com o seu Pastor Alemão que não para quieto perseguindo cães e gatos, quebrando vários utensílios domésticos e toda mobília. A doméstica Marta está furiosa com o novo cãozinho adotado pelos filhos que defeca por toda casa sem qualquer controle e ela é obrigada a ficar limpando e lavando.

Se você possui um cachorro, com certeza deve se encaixar em alguma destas melodramáticas histórias citadas acima. Porém, estes casos apresentam uma eficaz solução através do método de adestramento reforço positivo, que não apresenta qualquer técnica de agressividade, sem qualquer necessidade de repreender o seu cão. Visando padronizar o comportamento canino dentro e fora do lar, a proposta é exatamente oposta ao estilo “militarista”, com um sistema que utiliza a repetição dos exercícios oferecendo, em contrapartida, uma recompensa toda vez que o seu ‘melhor amigo’ realiza corretamente o que se espera dele. Para conhecer melhor esta metodologia CLIQUE AQUI!

Como Educar o Seu Cão

Adestramento Reforço Positivo: método tranquilo e eficaz.

Experiências Positivas para Adestramento de Cães

Para garantir um comportamento estável e equilibrado do seu cão, para com outros animais ou pessoas é necessário adequá-lo a um ambiente tranquilo e de energia positiva. Acostume ele desde pequeno em um espaço aconchegante, cheio de bolinhas, objetos específicos de cães, guloseimas e petiscos. A cada boa ação, o recompense com um alimento delicioso ou uma brincadeira nova, não esquecendo jamais do carinho e afeto. Retire do campo de visão do seu cachorro qualquer objeto muito colorido, grande e espalhafatoso que possa tirá-lo do foco de um adestramento de reforço positivo.  Durante o treinamento não faça movimentos bruscos, pois isto gera muita agitação desnecessária no animal.

Para iniciar um processo básico de adestramento, o site Pet Lovers sugere quatro medidas:

  1. A recompensa deve ser oferecida imediatamente, em questão de segundos, caso contrário o cachorro não vai associá-la com a resposta correta. Por exemplo, se você pediu para o seu cão sentar, a recompensa deve ser oferecida no instante em que ele sentar. Nunca ofereça a recompensa antes dele completar o comando. Evite mostrar a recompensa, enquanto ele, não responder adequadamente ao comando.
  2. Utilize comandos curtos como “senta”, “deita” ou “fica”. Estes comandos funcionam melhor, pois são mais fáceis para memorizar e associar à ação solicitada. Por exemplo, se utilizar um comando como “senta”, vai funcionar muito melhor do que “Princesa seja uma boa menina e senta aqui na minha frente”.
  3. A repetição é a chave do sucesso. Procure evitar seções muito longas, em geral, 15 minutos por dia é mais do que suficiente. No entanto é importante repetir as aulas todos os dias, caso contrário, o treinamento será muito mais trabalhoso.
  4. Toda a família pode ajudar. Se você não estiver disponível todos os dias da semana, qualquer membro da sua família pode colaborar, desde que os comandos sejam sempre os mesmos

Compre Produto

 

Adesrtramento de Cães

Cães e Homens: convivência que acabou dando certo.

Causa e Efeito do Adestramento de Cães

A natureza não criou cães e homens para conviverem de uma forma amigável. Quando introduzirmos o cão em uma família, ele entende que está se integrando a uma matilha e, assim, se comporta de uma maneira livre e sem regras. Para padronizar o comportamento do animal ao nosso sistema é importante inseri-lo aos poucos utilizando uma linguagem do seu universo, com alimentos, objetos e brincadeiras que ele compreenda e sinta prazer. Sendo o adestramento uma forma de mostrar a liderança, supõe-se que um cão adestrado respeite mais a relação hierárquica e se mostre mais obediente, assim como cães não adestrados tendem a se comportar de uma maneira menos obediente.

Mesmo alterando o seu comportamento primitivo, o cachorro adquire inúmeras vantagens ao conviver com o homem, pois ganha moradia, boa alimentação, sua saúde é bem monitorada e toda sua coordenação motora é estimulada durante as brincadeiras e os passeios periódicos. Imagine os cães vivendo iguais seus primos lobos das florestas, em ambientes degradantes, locais sem abrigo e comida escassa, em uma paisagem bem austera e agressiva. Muitos especialistas em psicologia animal acreditam que a interação homem e cão gera uma singela troca de favores, onde o canino ganha proteção oferecendo fidelidade e amizade, atributos que faltam para milhares de seres humanos.

Educar Cão

Quanto mais cedo adestrar o cão, melhor!

De pequenino, que se torce o pepino

Filhotes de cão e bebês têm muito em comum: ambos necessitam de cuidado constante, precisam de colo e também necessitam de horários regulares. A vantagem que um cachorrinho tem sobre um bebê é que ensinar boas maneiras leva muito menos tempo, se você fizer da maneira correta.

Adestre o seu Cão!

Comer, Comer

Uma parte importante ao adestrar um filhote é o horário da alimentação. Como o adestramento mexe no controle de tudo que vem do cão faz sentido você começar a regular tudo. Quando você leva seu cão para casa, ele pode ter de 7 a 10 semanas de vida. Um filhote cresce rápido; um cachorro de porte médio vai de um filhote de 900 g a um adulto de 9 kg em 6 ou 8 meses. Por isso, precisa comer 3 refeições diárias. Não é de se surpreender que a dieta precisa fornecer duas vezes mais energia do que a de um cão adulto. Isso significa que os filhotes só devem ser alimentados com rações de alta qualidade, especialmente formuladas para cães em crescimento. Eles devem ter uma alimentação consistente e horários de exercícios, que se encaixem nas necessidades do animal e nas de sua família. Não é uma boa ideia alimentar seu cão livremente deixando comida o tempo todo. Isso não só faz o adestramento se tornar impossível, como também pode deixar seu cão gordo. Um filhote roliço pode parecer bonitinho, mas estará mais propenso a problemas no esqueleto durante o crescimento, especialmente se for de raças maiores. Então, pergunte ao veterinário de quanta comida o filhote precisa por dia e divida-a em 3 porções. Se seu filhote de chihuahua, por exemplo, precisa de 1 xícara de ração por dia, dê-lhe 3 refeições de 1/3 de xícara.

adestramento-de-caes-4

No Lugar Certo

Aqui está uma agenda modelo para adestrar um filhote. Às 6 horas da manhã, leve o filhote para fora da sua casinha e carregue-o até o lado de fora para evacuar. Leve-o para dentro outra vez, dê 1/3 de sua comida diária, aguarde 20 minutos e leve-o para fora outra vez. Elogie-o quando fizer as necessidades e coloque-o para dentro em pouco tempo. Coloque-o na casinha para que descanse sem perturbações, enquanto a família se prepara para trabalhar e ir à escola. A última pessoa a sair deve colocar o filhote para fazer as necessidades mais uma vez. A próxima vez deve ser em torno de meio dia. Um cãozinho não desenvolve o controle completo da bexiga antes dos 6 meses. Então, é absolutamente necessário que um cão jovem faça um passeio nesse horário. É também um bom horário para a segunda refeição. Se você não puder estar em casa, veja se consegue um vizinho ou uma babá para fazer isso. Repita o ritual da manhã: tire seu cão da casinha, elogie-o pela eliminação, dê-lhe comida e faça outra jornada 20 minutos após a refeição. Na hora do jantar, quando todos estão em casa, repita a rotina da tarde. Esse também pode ser um bom horário para uma caminhada com a guia. Deixe o cão se divertir com a família durante a noite, mas esteja certo de que ele está sempre sob supervisão. Lembre-se de que brincar, comer ou beber vai estimular o reflexo de eliminar. Sendo assim, certifique-se de levar o cão para fora depois de qualquer uma dessas atividades. Leve-o para fora mais uma vez antes de dormir. Então, coloque-o na casinha.

Educação de Cães

Aqui Pode, Aqui Não!

Uma vez que você começou a formar os hábitos de banheiro do seu cão, você precisará concentrar-se em outro aspecto importante do adestramento: fazer com que seu cachorro respeite seus pertences. Mais uma vez, você quer criar um ambiente que faça o sucesso fácil e o fracasso difícil. Primeiro, use o bom senso: coloque de lado tudo o que você não quer que seu cão mastigue. Nunca lhe dê roupas ou sapatos para brincar, a não ser que você queira que seu guarda-roupa vire alvo de brincadeiras. Seu cão não sabe distinguir entre o que pode ser usado e o que está fora dos limites. Coloque os objetos quebráveis onde não puderem ser derrubados por esbarrões acidentais ou golpeados por um rabinho abanando. Quando você não puder supervisionar o filhote, sempre prenda-o no casinha ou confine-o em uma área segura, como a cozinha ou a lavanderia.

Faz o que Mando

Sempre reforce positivamente o comportamento adequado, com elogios e carinhos. Em geral, você deve reagir ao mau comportamento com uma dessas três maneiras: ignorando, interrompendo ou redirecionando. Ignorar seu cão é uma repreensão social e deixa-o saber que seu comportamento não é aceitável em grupos educados. Dê um gelo em seu cão como parte de uma correção imediata em um comportamento inadequado, mas mantenha isso por 10 a 15 minutos. Mais do que isso, seu cão já se esquecerá do que aconteceu. Interromper o comportamento ajuda a parar com o hábito e encoraja o cão a tentar outra estratégia. A interrupção funciona melhor quando é inesperada. Caso contrário, pode se incluir como parte do ciclo de comportamentos indesejados. Se seu cão late todo dia para o carteiro, às 14 horas e a sua reação é ir até a caixa postal e pegar sua correspondência, depois de alguns dias seu cão esperará que você faça isso e continuará latindo. A ideia é arrumar interrupções para que o cão não saiba quando está chegando. Desse jeito, a correção se torna associada ao comportamento e não a você. O redirecionamento é uma técnica mais avançada e só deverá ser usada quando seu cão aprendeu o vocabulário básico de comandos como “sente”, “deite”, “saia”, “espere”, “deixe isso” e “solta”. Quando seu cão gravar esses comandos, você pode usá-los para acabar com comportamentos indesejáveis. Então, quando seu cão começar a pular, você pode dizer “sente” ou “saia”. Quando ele olhar para seu sapato como um brinquedo, você pode dizer para largá-lo. Se já estiver na boca, diga “solte”. O que é maravilhoso no redirecionamento e em um cão adestrado para ser obediente é que a punição quase nunca é necessária. Você dá o comando, o cão responde e você o elogia. É uma situação em que ambos ganham e o comportamento indesejável para imediatamente.

Adestramento para Cães

Dicas preciosas para educar seu cão
5 (100%) 1 vote

The following two tabs change content below.

EDITORA FRAGA

Latest posts by EDITORA FRAGA (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *