5 dicas para proteger os cães e os gatos do forte calor

5 DICAS PRA PROTEGER CÃES E GATOS DO CALORNão é, apenas, o corpo humano que sente problemas físicos (mal estar, desidratação e fadiga) com o forte calor deste período de verão. A hipertemia que atinge cães e gatos pode provocar desmaios, convulsões e até matar. Como estes pets não transpiram, a respiração é a única forma de controlar a temperatura do corpo. Porém, o ar quente e úmido dificulta este mecanismo resultando em um animal ofegante, na tentativa de intensificar a troca de calor. O risco maior atinge os animais obesos, de pelagens densas (bernese e husky siberiano), com focinho curto (boxer, buldogue e pug), cães das raças braquicefálicas e gatos persas.

Caso você perceber o seu pet inquieto apresentando uma respiração muito ofegante e com uma língua levemente arrroxeada procure um veterinário imediatamente. Até chegar ao consultório mantenha o animal envolto em uma toalha molhada com água fria, sendo que no carro você deve posicioná-lo em frente ao ar condicionado. Evite alimentos como chocolates, uvas, derivados de leite e os temperos fortes como o alho e a cebola. Uma ampla exposição ao sol também deve ser sumariamente banida.  

Dicas Primorosas:

1- Casa: jamais deixe o seu animal num quintal ensolarado ou trancado em um apartamento abafado. Troque a água do bebedouro várias vezes ao dia e tire o pote da incidência do sol. Um bom truque é adicionar pedrinhas de gelo na água. Outra dica de ouro é borrifar água nas patas e no dorso do seu entequerido.

2 – Carro: em dias de fortíssimo calor deixar o ar condicionado do seu veículo constantemente ligado ao nível máximo durante todo o trajeto. Evite viagens longas e jamais deixe o seu melhor amigo no carro fechado, mesmo que seja embaixo de uma sombra fresca e com uma fresa do vidro aberta.

3 – Passeios: não há necessidade de mudar o hábito de se divertir com o seu pet, mas restrinja o horário para antes das 10h e após as 18h. Prefira os caminhos gramados ao asfalto quente que pode machucar os coxins (aquelas almofadinhas das patas) do seu pet. Não esqueça o borrifador e aplique periodicamente no dorso do animal. Se o seu querido ficar ofegante interrompa o passeio imediatamente.

4 – Higienização: Com a proliferação de parasitas durante o verão é recomendado que você aplique produtos contra as pulgas e os carrapatos a cada 3 semanas. Evite dar banhos dois dias antes e dois dias depois da aplicação desta medicação.

5 – Estética: muito cuidado com as salas de banho e tosa dos pet shops, pois são ambientes propícios para a hipertermia, pois os secadores ficam ligados o dia inteiro e elevam a temperatura. Não agende horários com altos picos de calor e mantenha os pêlos bastante curtos.

Dicas pra proteger gatos do calor.

Que calor de louco eu sinto!

5 dicas para proteger os cães e os gatos do forte calor
Rate this post

The following two tabs change content below.

EDITORA FRAGA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *