A espiritualidade dos animais domésticos

ESPIRITUALIDADE DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS
Descrito em vários trechos da bíblia sagrada, os animais de estimação são considerados um elemento fundamental para o ser humano. O livro de Gênesis relata que quando o casal Adão e Eva foi criado, Deus também criou os animais no quinto dia, para que juntos com o homem desfrutassem de todos os benefícios do Jardim do Éden (Gênesis 1:20-22).

É fundamental para o evangelho lutar pela preservação da vida animal levando ao pé da letra as citações bíblicas, como as encontradas em Apocalipse 11:18, onde há uma séria advertência para quem maltrata os animais: “terá que prestar contas a Deus no dia do juízo final”. A felicidade humana também está conectada com a natureza animal.

Baseado em textos como Gênesis 2:7 e Gênesis 1:20, a bíblia comprova que o ser humano se tornou alma e não que recebeu uma alma. Isto significa que todos os animais vivos possuem alma confirmando que os homens não apresentam vantagem sobre os animais. Na morte, ambos vão para o mesmo lugar, sem diferenças: todos procedem do pó e ao pó tornarão.

ESPIRITUALIDADE DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS

A ALMA DO CÃO: UM PRESENTE DE DEUS?

A Arca de Noé 

Alguns dos textos citados devem encher de alegria os evangélicos que perderam pessoas queridas e animaizinhos de estimação, pois, ambos existirão novamente em nosso Planeta renovado. Ao orientar Noé a sair da arca, além de abençoar a raça humana, o Senhor abençoou também os animais (Gênesis 8:15-17).

A bíblia não menciona a salvação ou um novo surgimento de animais após o arrebatamento ou após o juízo final, embora a matéria prima na criação de ambos foram o “barro”, existe o diferencial que é o espírito ou o sopro divino. “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente” (Gênesis 2:7.) Este diferencial entre o homem e os animais é o Espirito e a Vida.

Espiritualidade Sensorial

Os seres humanos possuem uma conexão emocional inata (portanto, genética) com as demais espécies da Terra (Wilson, 1989). Esta ligação emotiva varia da atração à aversão, da admiração à indiferença. A interdependência da espécie humana com os demais elementos bióticos da Natureza tem sido explicada pela hipótese da biofilia, segundo a qual o homem teve 99% de sua história evolutiva intimamente envolvida com outros seres vivos, tendo desenvolvido um significativo sistema informacional acerca das espécies e do ambiente, que se traduz nos saberes, crenças e práticas culturais relacionados com a fauna de cada lugar.

Desse modo, as atitudes do homem direcionadas aos animais evoluíram bem antes das primeiras tentativas de representá-los tanto nas artes e na história quanto nas ciências (Sax, 2001). O conjunto complexo de interações que as culturas humanas mantêm com os animais pode ser abordado por meio de diferentes recortes científicos, a depender da linha teórica considerada (Begossi,1993).

A espiritualidade dos animais domésticos
Rate this post

The following two tabs change content below.

EDITORA FRAGA

2 Resultados

  1. Rosita disse:

    Pessoalmente, eu acredito que boas pessoas são acompanhadas pelos seus bichinhos até o céu. Não quero comentários ofensivos, por favor.

  2. elettelnegocios.com disse:

    Muito Bom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *