Chow Chow: a ‘jubinha’ garbosa que apaixona todos

Com a mesma ascendência dos colegas Shih Tzu e Lhasa Apso, o Chow Chow (pronuncia-se xau xau) também é uma raça antiga proveniente da China, sendo utilizado como cão de guarda e para caça. Sua língua roxeada e o seu focinho negro tornavam-no praticamente invisível na escuridão. Se ele agarrasse sua presa não largaria tão facilmente. Despertou o interesse de inúmeras biografias famosas, entre estas, o Dr. Sigmund Freud, que atendia os seus pacientes acompanhando do fiel Jofi, que exercia um tom tranquilizante no ambiente, além de servir como parâmetro para controlar as consultas de um dos psicanalistas mais reverenciados de todos os tempos.

A origem do Chow Chow

10 fotos lindas de chow-chow

Reconhecido por mais de 2000 anos, esta linhagem está relacionada aos cães nórdicos do tipo Spitz abrangendo algo de Mastiff. Por causa da política de “portas fechadas” chinesa, na época, com o resto do planeta, os Chows eram desconhecidos fora das fronteiras até por volta de 1800. Na década de 1860, no entanto, a popularidade e reconhecimento do Chow na Inglaterra começaram a aumentar. Sendo exportado para vários países, sua beleza e fofura encantaram os nobres dos Estados Unidos, Bélgica, França, entre outros. Vencedor de vários campeonatos caninos, o Chow desperta admiração entre os maiores especialistas da raça canina.

Principais Características do Chow Chow

10 fotos lindas de chow-chow

O Chow é um cachorro ativo, compacto, lombo curto e acima de tudo bem equilibrado, de aspecto leonino, digno e orgulhoso; bem estruturado; onde a sua cauda é claramente portada sobre o dorso. Não é recomendado para climas quentes demais e deve possuir muito espaço para se mover livremente e calmamente. Uma de suas principais características é a língua preto-azulada. Sua cabeça é larga, crânio liso, curto e profundo, com focinho carregado pela pelagem. Existem 5 cores desta raça: vermelho (dourado claro à mogno profundo), preto, azul, fulvo (cortiça clara à canela profundo) e creme. É considerado um cão calmo, bom guardião, independente, leal e reservado.

Filhotes de Chow crescem extremamente rápido. Seu peso e tamanho devem ao menos dobrar nas primeiras 5 semanas de vida. Assim que seus olhos abrem, eles começam a parecer ursinhos de pelúcia. Com 6 semanas, os dentes do filhote já estão presentes, pigmentos preto-azulados devem cobrir a língua completamente, as caudas estão erguidas e suas orelhas podem ou não estar eretas. As patas devem parecer curtas ou anguladas, com os pés bem firmes. Os testículos nos machos podem não estar completamente aparentes, mas devem ser localizados. É recomendável ao tutor providenciar um processo de vermifugação e exames veterinários.

Para não ficar tão insociável, o Chow Chow deverá passar por processos de adaptação às pessoas e a outros animais desde novinho. Desta forma, ele será um cãozinho carinhoso na medida certa. Mesmo a natural convivência trará ao cachorro o costume de se relacionar e participar da família. Por ser um cão fofo, muitas pessoas, ao vê-lo, podem querer passar a mão ou pegá-lo no colo. Já que este cachorro é muito territorial, ele pode interpretar esta atitude como uma agressão e rosnar; ou até mesmo avançar. Isso não ocorrerá se ele for treinado e passar por períodos de sociabilização. Brincar é sua atividade preferida.

Cuidados Especiais com um Chow Chow

10 fotos lindas de chow-chow

Chows são, na maioria dos casos, trabalhosos. Seu pêlo, alem da dificuldade de lidar quando são filhotes, quando adultos, é uma pelagem dupla e não muito fácil de manter belos. Preste cuidadosa atenção aos olhos de seu Chow. Qualquer irritação que faça com que ele coce ou desvie os olhos pode causar entropia séria. È um ciclo vicioso de coçar que causa inchaço, que em retorno faz com que as pálpebras se voltem para dentro.

Essa condição entrópica leva a mais coceira. Deixar de tratar pode causar danos permanentes aos olhos. Use água morna, não quente, com um pano limpo para limpar a região. Pergunte a seu veterinário por algum colírio ou solução que você possa usar rotineiramente se a poeira ou pólen for um problema. O próprio “pé de gato do Chow” mantém as unhas curtas por andar em superfícies ásperas. Use cortadores de unha se você achar não estarem curtas o suficiente. Alguns Chows são passiveis de cistos entre os dedos.

Chows crescem rapidamente, embora alguns traços demorem a amadurecer. É melhor deixar seu cão em área iluminada, com um bom peso, mas sempre com cuidado para não acarretar problemas na coluna. Embora seu filhote tenha sucessos repetidos nas exposições, forçar o crescimento dele não vale a pena. Nunca solte ou deixe que seu Chow pule ao chão. Forme o habito de ter certeza que todas as quatro patas do cão estão no chão antes de solta-lo. Lembre-se que você está lidando com uma coluna reta, e não uma angular, como em outras raças.

Imagine, você pulando do teto de uma garagem e não dobrar seus joelhos quando atingir o chão. Chows não são escaladores, cavadores nem saltadores quando encaram a cerca de seu território. Uma cerca de um metro é o suficiente. Chão de terra é o melhor para o desenvolvimento dos pés do Chow, mas deve ter um cuidado especial com lama e parasitas. Uma cobertura de pedras seria ideal, e é a escolha favorita da maioria dos Chowistas, inclusive a minha. O chão de concreto é o pior de todos, além da questão da higiene, a absorção de choques é mínima, o que força muito as patas retas do animal. Também estraga bastante o pêlo do Chow.

O Valor do Chow Chow

10 fotos lindas de chow-chow

O site Pet Lovers jamais recomenda a compra de um animal, pois na nossa humilde teoria, um cãozinho jamais possui precificação, pois o verdadeiro valor de uma amizade está no sentimento. Nós preferimos doações espontâneas de cachorros que se cruzaram e o tutor distribui os filhotes para amigos e parentes ou feiras de adoções promovidas pelas prefeituras e organizações sem fins lucrativos. Contudo, este comércio existe e o Chow Chow é uma das raças mais procuradas e valorizadas no lucrativo mercado de filhotes de cachorros. Tudo vai depender de seu pedigree e gênero, sendo que os machos custam um pouco mais caro. Dependendo da sua coloração, pelagem e idade, o valor ultrapassa a casa dos R$ 1 mil  com preços de até R$ 3 mil, dependendo da sofisticação do canil.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *